• Maisis Publicidade

Facebook vai reduzir exibição de conteúdo político em teste no Brasil

Atualizado: Mai 6

O Facebook anunciou no último dia 10/02 que irá reduzir a exibição de conteúdo político para 'uma pequena porcentagem de pessoas', em um teste que acontecerá no Brasil, Canadá e Indonésia a partir desta semana.


"Durante esses testes iniciais, avaliaremos diferentes maneiras de classificar o conteúdo político no feed das pessoas, usando vários sinais para então decidir as abordagens que usaremos no futuro" - disse a rede social em um comunicado. O Brasil está entre os países em que as pessoas mais relatam ver muito conteúdo político no Facebook e que esse é um dos motivos pelos quais participa do experimento.


O experimento vai servir, inclusive, para estudar como as pessoas entendem e definem o que são posts relacionados ao tema, segundo fontes ouvidas pela reportagem.


A iniciativa tinha sido antecipada pelo presidente-executivo da rede social, Mark Zuckerberg, durante a apresentação do balancete da companhia. Na ocasião, ele também revelou que a plataforma iria deixar de recomendar grupos políticos aos seus usuários.


Com base em dados dos EUA, o conteúdo político representa apenas 6% do que as pessoas veem na rede social.

Porém, um levantamento da própria empresa em outubro de 2020 mostrou que a maioria das páginas com mais engajamento abordavam esses temas.

Os algoritmos das redes sociais privilegiam conteúdos com mais engajamento, principalmente por manterem as pessoas por mais tempo nos aplicativos, uma medida valiosa para gerar receitas.


Apesar do boicote de marcas que reivindicavam medidas mais rígidas contra a disseminação do ódio e de conteúdos racistas em sua plataforma, a empresa teve resultados positivos em sua receita. Durante todo o ano passado, a plataforma obteve quase US$ 86 bilhões em receitas e alcançou mais de US$ 29 bilhões em lucros, um aumento de 58% em relação ao mesmo período de 2019.


Fonte: G1