top of page
  • Foto do escritorMaisis Publicidade

Cultura: 2ª edição da Festa dos Batuques Paulistas celebra a dança e a diversidade de São Paulo

A Maisis também é Assessoria de Imprensa e Comunicação e estamos felizes em participar da 2ª edição da Festa dos Batuques Paulistas, que acontece neste fim de semana de 04 a 06 de agosto, em Campinas/SP.


Para saber mais e ficar por dentro dessa importante celebração às raízes afro-caipiras, bantu e contemporâneas, assim como a programação completa, confira o Instagram:


Projeto une artistas contemporâneos a tradições culturais caipiras de matriz africana na cidade de Campinas/SP


De 4 a 6 de agosto, a Casa de Cultura Fazenda Roseira, em Campinas/SP, será palco da 2ª edição da Festa dos Batuques Paulistas, a primeira realizada de forma presencial. Com entrada gratuita, a festa reúne artistas contemporâneos e as tradições caipiras de origem afro-brasileira presentes no interior de São Paulo para celebrar as raízes afro-caipiras, bantu e contemporâneas.


Entra na roda que eu quero vê


Na primeira edição, os tambores foram destaque; neste ano, os convidados são os corpos em movimento, não apenas para o centro da roda, mas também para ser o centro do terreiro: a Dança será o tema da 2ª edição da Festa dos Batuques Paulistas.


Em 2023, três grupos de danças foram convidados para a co-criação de um espetáculo, com direção artística de Felipe Cirilo (Asili Coletiva), ao lado de três comunidades de tradições afro-caipiras:


• Batuque de Umbigada Paulista (Capivari, Piracicaba, Tietê e Rio Claro) e Asili Coletiva (São Paulo)

• Comunidade Jongo Dito Ribeiro (Campinas) + House of Mamba Negra (São Paulo)

• Samba de Bumbo Nestão Estevam (Campinas) + Cia Sansacroma (São Paulo)


A programação, detalhada abaixo, conta ainda com outras atividades, como: apresentações das próprias comunidades tradicionais, oficinas, rodas de conversa, exibição de documentário e Feira Afrocaipira.


Patrimônio imaterial riquíssimo da cultura nacional


Os tambores, o canto e a dança, destaque desta 2ª edição, constituem uma união de elementos fundantes das manifestações tradicionais que protagonizam o evento. Referenciadas na matriz bantu, são consideradas culturas afro-brasileiras, pois, ao passo que se organizaram e se mantém no Brasil, seus elementos são originários do continente africano, tendo cruzado o oceano nos navios negreiros que trouxeram os escravizados para o território brasileiro. Todas essas tradições pretas, passadas de geração em geração por meio da oralidade, tornaram-se patrimônio imaterial riquíssimo da nossa cultura nacional.


Importante destacar que os movimentos corporais presentes nas danças tradicionais têm muito a dizer da história de um povo. O Batuque de umbigada, por exemplo, evoca a saga dos cerimoniais de fertilidade e núpcias da região Congo-Angolana; na cultura bantu, o umbigo é considerado a nossa primeira boca e o ventre materno a primeira casa. A umbigada, portanto, celebra o momento em que eles se tocam, reverenciando o dom da concepção.


A tradição do Jongo, também nascida nas fazendas de café, hoje se manifesta principalmente nos quintais das periferias urbanas e em comunidades rurais, onde está localizada a maioria dos terreiros – espaços onde acontecem a tradição. Trata-se de um jogo de perguntas e respostas, um grande diálogo onde, inicialmente, as pessoas escravizadas se comunicavam por meio de melodias, chamadas de pontos, e dos toques dos tambores.


O Samba de Bumbo, tradição com mais de 130 anos de circulação no estado de São Paulo, surgiu pela população preta do oeste paulista, tendo migrado aos poucos para as áreas urbanas. Considerado uma extensão do umbigo, o bumbo, dono da festa, é reverenciado pelas sambadeiras e sambadores, que dançam ao seu encontro. A circularidade é o eixo principal dessas manifestações.


Nossos passos vêm de longe…


Tendo como fio condutor as tradições do Batuque de Umbigada, Jongo e Samba de Bumbo, manifestações que se desenvolveram, organizaram-se e mantém-se no estado de São Paulo, o projeto pretende promover o encontro entre essas tradições vivas e artistas contemporâneos (as) cujas trajetórias e produções artísticas têm relação, direta ou indireta, com a cultura, com os pontos (canções) e células rítmicas oriundas dessas tradições afro-paulistas.


Referenciada, portanto, nas comunidades de tradições de origem bantu, que mantêm vivos a energia e o conhecimento ancestrais, a Festa dos Batuques Paulistas teve início em 2021, ano em que contou com a participação de artistas de destaque como MC Tha, Anelis Assumpção, Rincón Sapiência e Emicida.


Confira a programação completa do evento:


04/08 - sexta

18h00 – Abertura dos portões

19h30 – Intervenção Artística / Projeto Tuko Pamoja (Brasil, Moçambique e Noruega)

20h00 - Exibição de documentário / “Elas abriram o caminho dançando” (Coletivo Pujança, 2019, 20 minutos)

20h30 – Apresentação / Samba de Bumbo Nestão Estevam (Campinas)


05/08 - sábado

14h00 às 22h00 – Economia Solidária / Feira Afrocaipira

15h00 – Vivência Artística / Danças Pretas na Metrópole, com Asili Coletiva, Cia Sansacroma e House of Mamba Negra (São Paulo)

18h00 – Espetáculo de Dança / “Kala”, com Batuque de Umbigada Paulista + Asili Coletiva, Comunidade Jongo Dito Ribeiro + House of Mamba Negra e Samba de Bumbo Nestão Estevam + Cia Sansacroma

19h30 – Roda de Conversa / O processo de co-criação do espetáculo “Kala”, com representantes dos grupos e comunidades participantes

20h30 – Apresentação / Batuque de Umbigada Paulista (Capivari, Piracicaba, Tietê e Rio Claro)


06/08 - domingo

10h00 – Abertura dos portões

10h30 – Oficina / Construção de Instrumentos com Material Reciclável, com Paulo Salmaci (Campinas)

10h30 – Aula / Prática Holística de Yoga com raízes africanas, com Gabriel Romão (Campinas)

14h00 – Show Musical / Reciclando a MPB, com Rádio Sucata (Campinas)

15h00 – Realidade Virtual (VR) e Aumentada (AR) / Uma experiência imersiva, com Rotas Afro (Piracicaba)

15h00 – Roda de Conversa / Encontro com fogo – Saberes Ancestrais, com Dra. Lisa Farias (Rio Claro)

16h00 – Roda de Jongo / Comunidade Jongo Dito Ribeiro (Campinas)


Serviço:

2ª Festa dos Batuques Paulistas

04 a 06 de agosto de 2023

Casa de Cultura Fazenda Roseira - Campinas, SP

ENTRADA GRATUITA




Comments


bottom of page